Edição 03
Mar/Abr
2024

Bahiagás. Maior empresa pública de gás natural

Foto: Arquivo Bahiagás

Na trilha da notícia

Em 2024, a Bahiagás comemora os 30 anos do início de suas operações, em 1994. Com os atuais 78 mil clientes e quase 1.200 quilômetros de rede, tornou-se a maior concessionária pública de gás natural canalizado do país e a segunda maior entre públicas e privadas.  A Companhia de Gás da Bahia é uma empresa de economia mista, sob a administração do Governo da Bahia, tendo também como acionista a Mitsui Gás e Energia do Brasil.

 “Vamos completar três décadas de uma trajetória de crescimento e sucesso”, afirma a diretora Técnica e Comercial, Larisse Stelitano. “Nós transformamos a vida de pessoas, gerando emprego, renda, qualificação profissional, sustentabilidade e investimentos”.

A companhia conquistou tamanho destaque trabalhando sempre com foco em suas diretrizes estratégicas de interiorização e massificação do uso do energético, competitividade e inovação. Assim, ampliou, com eficiência, o atendimento à demanda de gás natural nos diferentes segmentos de mercado (industrial, comercial, residencial, automotivo e termelétrico).

“Nada se conquista sem um time grande. Alcançamos muitos êxitos e, juntos, vamos muito mais adiante”, reforça o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza. “Hoje, fornecemos o gás natural para usos diversificados, como climatização de ambientes, aquecimento de água e cocção de alimentos, inclusive para equipamentos sociais, como hospitais, escolas, universidades e todos os grandes shoppings de Salvador”.

Gavazza lembra, ainda, que a Bahia, “mais do que nunca”, tornou-se um polo de movimentação do gás natural. O estado possui a Bacia de Camamu, nicho de produção offshore (no mar) do energético, o Gasoduto da Integração Sudeste-Nordeste (Gasene), que interliga as duas regiões e quatro pontos de entrega (Itabuna, Eunápolis, Mucuri e Itagibá), permitindo a expansão de atuação para o Sul e Extremo Sul do estado e, mais recentemente, para o Sudoeste

Responsabilidade socioambiental

A Bahiagás aumenta, a cada ano, os investimentos no incentivo a iniciativas de ampliação das oportunidades para a população e patrocina diversos projetos culturais, sociais, esportivos, acadêmico-científicos e ambientais.

No Carnaval de Salvador, por exemplo, patrocina o tradicional Trio Elétrico Armandinho, Dodô & Osmar, além de blocos afros e atrações sem cordas. Já na área esportiva, sempre apoiou atletas baianos de destaque, como o ex-maratonista aquático Allan do Carmo, e o campeão de parajiu-jitsu Igor Nogueira, atleta autista tricampeão mundial na modalidade.

Desde 2007, patrocina o trio elétrico que mudou a história do Carnaval da Bahia/ Foto: Arquivo Bahiagás
Campeão mundial de maratona aquática Allan do Carmo, um dos primeiros patrocinados/ Foto: Arquivo Bahiagás

No campo da sustentabilidade ambiental, movimenta 6,6 milhões de m3/dia de gás natural, o que representa 1,2 milhão de toneladas de CO2 evitado, correspondendo a um plantio de 8,4 milhões de árvores. Não só distribui um energético menos poluente, como ainda desenvolve programas Educação Ambiental, Resgate de Fauna e Flora, além do Monitoramento, promovendo um manejo adequado de animais e plantas durante as obras de
interiorização.

Maior duto do Nordeste

O principal projeto em andamento é o Duto de Distribuição de Gás Natural do Sudoeste: 306 km de extensão, o maior duto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do Brasil, interligando 12 municípios, de Itagibá a Brumado, passando por Jequié, Maracás e outras oito cidades da região.

Ainda em 2023, foi assinado um contrato de expansão do fornecimento de gás natural, envolvendo a Bahiagás, a Petrobahia e a distribuidora GNLink, para a construção e operação de uma unidade de processamento e distribuição de Gás Natural Liquefeito (GNL) e Gás Natural Comprimido (GNC) em Itabuna, no Sul da Bahia, tendo como foco os mercados industrial e automotivo. 

A interiorização da distribuição de gás natural contribui para a redução de emissões de gás carbônico, além de servir como matéria-prima para diversas indústrias, especialmente na produção de fertilizantes.

De olho no futuro

Em 2022, a Bahiagás lançou uma chamada pública de biometano, mapeando seu potencial energético, transformando um município do sertão nordestino em um município verde, totalmente atendido por biometano. O projeto também transforma um trecho da BR-407, sentido Juazeiro-Feira de Santana, em um corredor sustentável. “A Bahiagás estima investimentos de R$ 60 milhões em infraestrutura, na construção de 40 km de rede de distribuição”, afirma o diretor Administrativo e Financeiro, Luciano Ribas.

A Bahiagás segue inovando na transição energética de baixo carbono. A Bahia já possui o Atlas de Energia Solar, o Atlas de Energia Eólica e o recentemente anunciado Atlas do Hidrogênio Verde. “Iniciativas como essas, associadas à capacidade que a Bahia tem de produzir energias renováveis, deixa o estado na vanguarda da transição energética integrada e sustentável”, enfatiza Luiz Gavazza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Livro de Helenita Monte de Hollanda e Biaggio Talento traz catálogo de rezas, rezadeiras e quebrantos do Nordeste do Brasil.
Poeta de cordel, contador e cantador das alegrias e tristezas, dos sonhos e da dura realidade da vida baiana. Antônio Ribeiro da Conceição, tem um pé no sertão e outro no Recôncavo
O maior programa de sustentabilidade do Brasil. Foca na conservação, preservação, segurança hídrica e inovação. Vai beneficiar 14 milhões de baianos, em todo o estado.
A mistura, aqui, foi geral. Primeiro, havia os tupinambás, que tinham tomado as terras dos índios que, antes deles, habitavam a região. Expulsaram os tupinaés para o sertão e ficaram aqui, na orla da atual Baía de Todos-os-Santos, entre o que é hoje Salvador, a velha Itaparica, águas e terras do Paraguaçu.
A fábrica-escola vai beneficiar o cacau produzido na região, com foco na inovação de processos e produtos, e fornecer assistência técnica aos agricultores familiares